Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Natureza com Arte - Cerdeira - Aldeia de Xisto

Domingo, 19.02.17

Há tanto tempo que não escrevia nada no blog... mas não estava esquecido, de todo! Numa das resoluções deste ano é que queria ir passear mais vezes, e não tinha que ser para longe!

10.JPGHoje fomos até à Lousã e aí decidiamos a que Aldeia de Xisto iamos. Como vivemos em Coimbra é um pulinho até à Lousã. Fomos em direção às aldeias e paramos na aldeia de Cerdeira. Só posso dizer que é brutal! Como é que passei tantos anos sem voltar? Já tinha ido com os meus pais e o meu irmão mas não me lembro há quantos anos. Lembro-me que a aldeia estava em revolução, em plena recuperação. 

Foi tão bom voltar e ver as casas quase todas arranjadas, cheia de visitantes, porque habitantes são só 4! Fomos fazer uma prova de produtos na Planta do Xisto. Fantásticos e aprovadissimos!

6.JPG

Vou voltar com os meus amigos e familia com toda a certeza, afinal é um lugar mágico, e quem é que não gosta de ir a sítios mágicos?

Albúm de fotos: Facebook Conversas à Janela

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Lia Pedrosa às 20:29

Destralhar a casa e a vida!

Quinta-feira, 22.09.16

Aqui no Conversas à Janela vão ouvir muito de minimalismo, essencialismo e "destralhar"! São áreas que adoro explorar e com a vida atarefada que todos levamos hoje em dia... é difícil falar da "tralha" que acumulamos na nossa vida. Em casa, mental e social.

A cada dia que passa sinto mais a necessidade ter uma casa mais simples, funcional e sem tantos objectos. Bem... para alguns amigos que nos visitam é estranho não termos cortinados, por exemplo. Não quero, não me fazem falta e se os tivesse passava a vida a por os cortinados para o lado para ver a paisagem fabulástica que tenho.

Ando cansada e sei que tenho que abrandar. Este ano não tirei férias e por isso as coisas e sentimentos vão-se acumulando. Acho que para voltar aos vários afazeres profissionais com toda a força e ânimo... preciso de ter tempo para actividades que me fazem mais feliz.

E como é que vou fazer isso? Para começar, a destralhar a casa toda. Ontem e hoje destralhei a despensa/quarto de arrumos que tenho na parte de cima da casa. Estive 4 anos a acumular. Caixotes, caixas e caixinhas. Calçado que já não usava, roupa que já não gostava ou que nunca usei. Ora vejam o antes:

received_958838144243521.jpeg

 O depois:

IMG_20160922_165313.jpg

IMG_20160922_165337.jpg

IMG_20160922_165407.jpg

 

O que sobrou? Muitas caixas que vão para a reciclagem, tralhas que vão para a garagem (se não precisarmos de ir buscar nenhum desses objectos durante 6 meses...então também vão embora), dois sacos de roupa e dois de calçado, para dar, doar e vender.

As caixas de cartão desfeitas e prontas para a reciclagem:

IMG_20160922_165528.jpg

A roupa e calçado para vender, dar ou vender:

IMG_20160922_165015.jpg

As coisas para levar para a garagem:

IMG_20160922_165559.jpg

 Hoje vou dormir muito melhor! Já só faltam duas áreas a destralhar!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Lia Pedrosa às 17:18

Bullet Journal - um mês!

Quarta-feira, 31.08.16

Já passou um mês desde que comecei a usar o meu Bullet Journal. E estou completamente fã! Não me parece que tão cedo queira ou vá mudar de sistema de organização. Escrever todos os dias e leva-lo para todo lado já é uma rotina e nestes 31 dias nunca me esqueci dele em casa. Nele anoto tudo o que preciso fazer (tarefas), o que quero fazer (sonhos, objetivos e metas) e pensamentos (as páginas matinais e “rasgos” de gratidão).

Há muito tempo que tinha a necessidade de me organizar melhor, não ter listas infinitas espalhadas por todo o lado. Era do tipo: uma lista de objetivos do início do ano ou na altura do meu aniversário (quantas vezes é que olhava para ela ao longo do ano?), uma lista de tarefas de casa, um caderno com os meus pensamentos e inspirações! Muito papel gasto e depois não olhava bem para as coisas… No Bullet Journal tenho tudo isso, sem complicações, com o espaço que quero para ser criativa e agradável à vista. Dá vontade de escrever, de anotar, de desfolhar as páginas escritas.

Vantagens do Bullet Journal?

• É funcional;

• Podemos ser criativos ao desenhar e escrever o que nos apetece;

• É mais eficiente – normalmente consigo cumprir todas as tarefas;

• Todos os sonhos, metas, objetivos, pensamentos, listas, tarefas, estão no mesmo sítio;

• Se gostar de escrever e de papel este é o melhoras sistema!

E tu? Já usas o Bullet Journal?

IMG_20160829_221348.jpg

IMG_20160829_220334~2.jpg

IMG_20160829_220252~2.jpg

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Lia Pedrosa às 20:10

O meu Bullet Journal

Sexta-feira, 29.07.16

a1.jpe

Sou uma pessoa naturalmente organizada e sempre usei agendas, como já tinha explicado aqui... uso agenda para anotar as minhas tarefas diárias tal como assuntos pessoais. Até aqui nada de errado... mas depois tenho um caderno onde ponho pensamentos, outro para as metas e objetivos anuais, outro para fazer sinopses de filmes ou resumos de livros. É normal perder-me no meio de tantos cadernos. E existe a questão da agenda ficar com muitas páginas praticamente vazias e eu não gosto de ver. Elas até resistem até ao final do ano, mas fico sempre com a sensação que podia fazer melhor! Decidi que tinha que dar volta a isto e comecei a investigar. Até que descobri o Bullet Journal...

Sabem que o é? Já ouviram falar?

O Bullet Journal é um notebook (bloco de notas), que pode ser usado como agenda, diário, bloco de notas ou listas mas tudo em 1. Toda a informação num caderno, que podemos ou não personalizar ao nosso gosto. Na internet podem encontrar imagens de Bullet Journal mais simples e outros bem mais elaborados.

Para mim é uma agenda/diário personalizado e posso por os meus afazeres do dia a dia , pensamentos, frases inspiradoras, aquilo pelo qual sou grata, planos, sonhos...e tudo o que lembrarem! No final do ano não o vou por num canto, é demasiado precioso para tal. Vou gostar de rever o que se passou ao longo do ano.

Como começar?

  • Escolher um notebook resistente , pautado, liso ou com pontinhos. Ter em conta a qualidade do papel.
  • Escolher um sistema de símbolos consistente, ou seja, associar símbolos, cores e formas a determinadas tarefas, como estás se encontram (concluídas, adiadas ou canceladas) ou a áreas da sua vida.
  • É importante ter um índice para não nos perdermos nos meses ou anotações que temos escritas ao logo do notebook.

Vou iniciar o meu Bullet Journal no dia 1 de agosto e já o tenho preparado, quando o tiver mais completo mostro de novo como está a ficar e dar o meu feedback. Aproveitei uma capa, velhinha... É apenas comprei o notebook, liso (faz-me menos confusão visual)! Espero que resulte...

a2.jpea4.jpea5.jpe

a3.jpe

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Lia Pedrosa às 19:12

Overnigts Oats

Sexta-feira, 13.05.16

Não saio de casa sem tomar o pequeno almoço. Normalmente misturo muesli e iogurte e já está. De vez em quando gosto de variar e já há muito tempo que ouço falar dos overnight oats e experimentei a fazer ontem à noite, para comer hoje de manhã. Da próxima tiro fotos!

Os overnight oats são compostas (por norma) por aveia, leite, iogurte, fruta, sementes... é um bocadinho o que a imaginação deixar.

Eu usei um frasco hermético e pus os ingredientes por camadas e pela seguinte ordem: 3 colheres de sopa de aveia, reguei com 2 colheres de sopa de leite, pus fruta a gosto (morangos, banana, kiwi, frutos vermelhos, pêssego), pus iogurte sem açúcar e já com as sementes misturadas ( chia, girassol, sésamo, linhaça) e por fim passas de uvas. Deixei no frigorífico durante a noite e hoje de manhã tinha um pequeno almoço pronto, rico em nutrientes e muito saboroso!

Ideal para ir comer na varanda, desfrutar da vista e do bom tempo (quando ele vier, claro)!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Lia Pedrosa às 17:46

Técnica do Pomodoro!

Quinta-feira, 17.03.16

Técnica Pomodoro!


Já ouviram falar? Desenvolvida por Francesco Cirillo no final dos anos 80, a técnica do Pomodoro promete aumentar a produtividade. O autor da técnica, na altura da faculdade, estava com dificuldade em rentabilizar o estudo. Olhou para o cronómetro em forma de tomate ("pomodoro" em Italiano) e decidiu testar-se: conseguiria estudar 10 minutos sem nenhuma interrupção? Marcou o timer e fez o exercício. E assim nasceu a técnica pomodoro, cujo método se baseia na ideia de que fazer pausas com frequência melhora a agilidade mental e permite melhores resultados, pois nunca se excedem os limites de concentração.

Podemos usar a técnica nos estudos, trabalho ou até em casa, com as nossas tarefas diárias.

E como funciona a Técnica do Pomodoro?

1- Fazer uma lista das tarefas a desenvolver e atribuir um tempo para fazer cada uma delas (mais ou menos o tempo que acha que se vai usar com cada tarefa)
2- Ter um cronômetro, ou aplicação no telemóvel, ou ainda mais fácil, um Pomodoro de cozinha (pelo menos não gasta bateria); 
3- Trabalhar 25 minutos na mesma tarefa, sem parar por motivo nenhum;
4- Quando o alarme tocar (no fim dos 25min = 1 pomodoro) fazer uma pequena pausa, de 3 a 5 minutos;
5- Repetir o procedimento;
6- Ao fim de 4 pomodoros (4 períodos de 25 minutos), fazer uma pausa maior, entre 15 a 30min;
7- Ao concluir a tarefa, faça um X no papel das tarefas, assinalando que esta foi concluída.

No meu caso, uso no trabalho, consigo gerir o tempo muito melhor e os resultados não se fazem esperar. Embora tenha que melhorar a quantidade de pomodoros ao longo de um dia de trabalho. Não se conseguem resultados óptimos em pouco tempo. Temos que nos adaptar ao sistema, mas chegamos ao fim do dia e contamos quantos pomodoros fizemos. Isto sim, tem graça e satisfação. E temos noção do tempo que gastamos em actividades supérfulas e/ou que podem ser realizadas depois, nos intervalos de 5 ou de 30 minutos. Estou a adorar a técnica do Pomodoro e aconselho vivamente!

fa62e3ba-cefe-4009-b925-bca64eae604311.jpe

Este é o meu querido Napoleão, que está comigo no Armazém 9 e faz um óptima parceria comigo!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Lia Pedrosa às 09:35

Página Facebook Conversas à Janela

Quarta-feira, 16.03.16

Olá!!!!

Já há muito tempo que era para ter uma página do Conversas à Janela. Na semana passada construí a página, ainda tenho muitos poucos seguidores mas também não é a quantidade que interessa, não é verdade?
Muitas vezes não tenho tempo de postar a partir do blog, por causa da edição de imagens ou texto. Para carregar imagens fica muito pesado através do Ipad e dá erro.
Assim vocês podem acompanhar-me nos dois locais! Espero que visitem a página em breve!

Facebook_logo-4.jpg

 

Facebook Conversas à Janela 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Lia Pedrosa às 17:26

Serra da Freita - Arouca

Domingo, 06.03.16

Hoje foi dia de passeio e a zona escolhida foi a Serra da Freita - Arouca. Já é a terceira vez que vou e não me canso. Há imensa coisa para ver, para fotografar, por descobrir. Este ano quero voltar, para ir com a minha família fazer os famosos Passadiços do Paiva.

mapa.jpg

A Serra da Freita faz parte do Maciço da Gralheira, juntamente com as Serras da Arada e do Arestal e alguns dos seus cumes ultrapassam os 1000 metros. Ao longo da sua vasta extensão encontram-se alguns dos mais emblemáticos pontos de interesse geológico do Arouca Geopark, como a Frecha da Mizarela, as Pedras Parideiras e as Pedras Boroas.

Mizarela3.jpg

 A nossa ideia foi ir com calma, sem grandes gps´s ( mentira... tive mesmo que me socorrer do gps algumas vezes...). 

Saímos de Coimbra em direcção a Oliveira de Azeméis e depois Vale de Cambra.

A primeira paragem foi na aldeia da Mizarela. Uma aldeia tradicional, carregada de histórias e tradições, e com paisagens de cortar a respiração. Almoçámos aqui, no restaurante Ponto Alto. Aconselho vivamente, tem uma relação qualidade/ preço muito boa.

ponto alto.jpg

Estava ansiosa por mostrar as Pedras Parideiras ao C., um fenómeno de granítização único no mundo. Já tinha estado na aldeia da Castanheira há muitos anos, com a minha família mas ainda não havia a Casa das Pedras Parideiras - Centro de Interpretação. Gostei de ver a apresentação em 3D sobre o fenómeno, foi muito clara.big_1282899560.jpg

 

Imagem retirada do site Geoparque Arouca 

De seguida fomos ver as Pedras Boroas (embora na sinalização de estrada esteja designado como Pedras Broas). As Pedras Boroas correspondem a dois blocos graníticos, os quais apresentam uma alteração em fissuração poligonal que lhes confere semelhanças com as côdeas de broas de milho. Estava um frio cortante e ainda vimos bocadinhos de neve mas valeu a pena.

Boroas.jpg

 

Por fim subimos à Vila de Arouca para lanchar e comer alguns dos tradicionais doces conventuais. Escolhemos morcelas doces e fatias de Pão de Ló húmido. É daquelas coisas que não podem falhar nos nossos roteiros....somos tão gulosos.

12806107_822135514580452_7252818878132250971_n.jpg

 Foi um dia bem passado e ficou muito por descobrir. Vamos esperar por dias mais quentinhos para voltar!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Lia Pedrosa às 21:51

Sem agenda não é a mesma coisa!

Quinta-feira, 25.02.16

Gabo as pessoas que dizem que não precisam de agenda para nada, que é um gastar de dinheiro todos os anos, completamente desnecessário. Que se orientam bem sem agenda, lista de tarefas ou algo que as auxilie no dia a dia. Eu sou o oposto... Demorei bastante tempo a manter o ritmo de uma agenda e lista de tarefas pois também não achava necessário e era desconfortável andar com um caderno atrás de mim! Agora todos os anos tenho uma agenda e dou-lhe uso todos os dias, e nos dias em que não uso, ou não escrevo tudo o que tenho para fazer... Pronto, problemas na certa. Anoto tudo, horários, tarefas (o que tenho para fazer no Armazém9 e em casa). Ontem não o fiz e cheguei ao final do dia muito perdida, cansada e com a sensação que me faltou fazer muitas coisas!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Lia Pedrosa às 08:37

Porque Colorir?

Segunda-feira, 11.01.16

veado.JPG

Os livros de colorir para adultos dispensam apresentações, todos já devem ter visto fotos, reportagens a falar do assunto ou até os livros à venda.

O motivo? Os livros são lindos, divertidos e funcionam muito bem contra o stress e ansiedade.

A minha experiência: comecei há cerca de um ano a colorir um livro de Mandalas do Tibete e agora o livro Floresta Encantada, que adquiri por querer experimentar, afinal desde miúda que gosto de colorir.

Existem sempre os cépticos que me dizem que sou um bocadinho criança a fazê-lo... bem, eu ignoro esse tipo de conversa. Não há regra alguma que proíba dos adultos de brincarem e neste caso, de colorir livros, que por acaso foram criados para adultos.

Não consigo colorir todos os dias, mas para mim serve como uma forma de meditação. Enquanto o estou a fazer, estou em paz, sossegada, calma e acima de tudo descontraída. Os pensamentos negativos vão embora e não penso em nada. Se estiver chateada com alguma coisa...basta meia hora a colorir para ficar mais calma e esquecer o assunto.

Benefícios:

  • Exercita o cérebro, estimula a criatividade,
  • Exercita a atenção e a concentração,
  • É divertido: escolher o desenho, analisar, pensar nas cores, começar, ver a evolução e depois o resultado final,
  • Descansa a mente,
  • É uma forma de ter um momento só seu no dia a dia, fazendo algo que gosta.

Experimente e Colore a sua vida!!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Lia Pedrosa às 20:29





mais sobre mim

foto do autor



pesquisar

Pesquisar no Blog  


calendário

Fevereiro 2017

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728

Direitos de Autor

Os textos e parte das fotos que aqui são publicadas são da minha autoria, tendo por isso os direitos reservados. Não autorizo a sua publicação sem que haja um pedido prévio e consentimento da minha parte. As fotos retiradas da Internet foram consideradas do domínio público e, sempre que possível identificado o seu autor.

Google Analytics


Blogs Portugal


Visitas





comentários recentes

  • Lia Pedrosa

    Espero também o adorar e ficar viciada com ele!&nb...

  • Joana Marques

    Uso desde os meus 18 anos, tenho 35! Não consigo p...

  • Lia Pedrosa

    Olá! Foi no Parque de Estacionamento, mesmo pertin...

  • Dylan

    Foi fácil estacionar no Creiro? Na estrada ou naqu...

  • Just_Smile

    Estou ansiosa por ver este filme :)

  • Lia Pedrosa

    Acredito, e o livro está fantástico. Era um sonho ...

  • Just_Smile

    Ai adoro isto dá imenso jeito para as minhas sessõ...

  • Just_Smile

    Isso é porque não conheces a A3, há uma saída que ...

  • Sofia Margarida

    É verdade :)

  • Lia Pedrosa

    E garanto que ao vivo as imagens ainda são mais ma...




subscrever feeds